Desenvolvimento da Linguagem

Muitas espécies possuem a capacidade de se comunicarem, os animais, por exemplo, tem várias formas de comunicação, como sinalizadores de medo, perigo e excitação sexual. A linguagem humana vai muito mais além, ela possuiu características únicas como significado, permite produtividade e criatividade. Segundo Lenneberg ( 1969) a linguagem tem as seguintes características:

Existe em todas as culturas;

Seu início esta relacionado com a idade;

A forma de aprender é igual para qualquer bebê;

Sua forma externa, seja qual for, está intrinsecamente baseada em idênticas características de operação formal.

Essas características operacionais permanecem visivelmente constantes por todo o registro da história;

É uma forma de comportamento que pode ser especificamente prejudicada por lesões cerebrais circunscritas.

A linguagem inicia quando o amadurecimento cerebral já atingiu 2/3 de sua totalidade ( o cérebro atinge cerca de 4/5 de seu peso adulto aproximadamente aos 3 anos de idade [ Marshall,1968]). Quanto mais amadurecido o cérebro está, mais difícil é a aquisição da linguagem. Bogen em seus estudos dividiu o cérebro em duas partes distintas, cada uma relacionada a um hemisfério. O esquerdo para a linguagem e a atividade verbal e o direito para funções não relacionadas com a linguagem, como a capacidade de contrapor e comparar percepções, esquemas e engramas. A habilidade musical, por exemplo, foi associada ao hemisfério direito.

Nos anos 50 o estudo da linguagem foi muito grande, esses estudos descrevem principalmente os tipos de sons ou palavras emitidas pelas crianças e os erros por elas cometidos. Já os últimos estudos enfocam os processos pelos quais as crianças entendem e aprendem à linguagem. Vários estudiosos pesquisaram sobre isso e cada um tem uma visão diferente como: a) Lenneberg (1967) entende a linguagem como um fenômeno biológico; b) para Chomsky (1957) a linguagem é uma função inata; c) Piaget (1923)considera que a linguagem é determinada pelo desenvolvimento cognitivo; d) Vygotski (1962) diz que a linguagem estrutura o pensamento e a cultura.

São várias as explicações para deu desenvolvimento, mas de qualquer modo a criança parece aprender as regras fundamentais da linguagem antes mesmo das construções gramaticais. A capacidade para discriminar entre diferentes sons já está presente no recém-nascido, desde o princípio o bebê está preparado para ser estimulado pelo ritmo da voz humana e dirigirá os olhos, a cabeça e o corpo.

De início a primeira forma de comunicação dos bebês é o choro, à medida que este diminui , aumentam os gorgeios e têm início os sons das vogais (por exemplo, "o"). As consoantes e balbucios começam a aparecer ao redor dos 5 meses e as palavras em torno de mais ou menos 1 ano de vida. De 8 a 12 meses de idade, os bebês podem associar palavras a objetos, aos 2 anos o vocabulário da criança já possui cerca de 200 palavras, onde um primeiro lugar aparecem os substantivos, depois os verbos, adjetivos e advérbios, os pronomes surgem depois, mais ou menos aos 2 anos e as conjunções aos 2 anos e meio. Entre os 2 e 4 anos a criança já aprendeu a maioria das regras fundamentais da gramática embora não se saiba como, também os erros na articulação são típicos nesse período, por exemplo, a criança pode confundir "nato" por "rato".

Ainda que a capacidade básica para a linguagem s sua forma permaneçam mais ou menos constantes de cultura para cultura, a velocidade de aquisição de vocabulário e a sintaxe são afetas pelo ambiente social. À medida que se desenvolve e avança de um estágio para outro a criança vai ampliando sua capacidade para reagir a estímulos cada vez mais complexos, assim, todas as crianças parecem seguir a mesma seqüência de desenvolvimento da fonologia, sintaxe e semântica.

Não existe uma teoria satisfatória para aquisição da linguagem. A criança começa a utilizar a linguagem como instrumento simbólico, com o auxilio indispensável da mãe, mas a mãe não cria o processo no bebê apenas favorece seu desenvolvimento. É provável que as palavras emitidas pela mãe sejam no início percebidas mais como sons e ritmos do que palavras com significados. As crianças continuam a aprender fonologia, sintaxe e semântica durante os anos da escola, após os 12 anos de idade a linguagem transforma-se num meio de conhecimento por que é nessa fase que a criança atinge o estágio das operações lógicas.

O retardo na fala e no desenvolvimento da linguagem pode ocorrer com retardo mental, surdez, paralisia cerebral distúrbios do desenvolvimento e autismo infantil. A s crianças que nascem surdas tem dificuldade de aprender a linguagem, mas estudam comprovam que antes mesmo de aprenderem a linguagem de sinais, elas mesma criam um linguagem para se comunicar.

Considera-se que as " áreas primárias da linguagem" do cérebro humano estejam localizadas no hemisfério esquerdo porque raramente as lesões ocasionadas no lado direito do cérebro causam abalam a linguagem. Assim concluímos que a linguagem é um processo longe, que exige muito tanto da criança como dos pais para estimula-las e que essa mesma linguagem é influenciada pelo meio em que a criança vive e pode se transformar.

terça 30 junho 2009 10:36



3 comentário(s)

  • escoladaponte Ter 07 Jul 2009 16:11
    Consideramos muito importante o tema abordado por vocês pelo fato de que o estudo desse assunto pode vir a instrumentalizar os profissionais que atuam e os que irão atuar na educação infantil. O texto tem uma linguagem clara, de fácil compreensão e as idéias estão bem estruturadas. Seria interessante que fossem adicionadas algumas figuras para incrementar o blog de vocês.
  • margareth Dom 05 Jul 2009 21:14
    Olá meninas, vi o blog de vcs e ficou bem legal, mas estou de acordo com o comentário da Edi e da Ruciele, creio que se levarem em conta as observações ficará melhor ainda.
    É necessário aidna acrescentar uma referência de onde retiraram o texto para implicar em plágio, pode ser colocada ao final do texto, mesmo que tenha sido escrito por vocs.
  • Edinéia e Ruciell Ter 30 Jun 2009 16:04
    O tema é de grande importância para à area de Pedagogia, pois mostra como se da o processo de aquisição da linguagem, demonstrando os diversos posicionamentos de alguns autores sobre a lingugem.
    Texto de fácil leitura, remete-nos a outros textos já lidos no decorrer do curso.
    O Blog não contém links relacionados.
    O tema esta relacionado com texto, pois faz uma trajetória desde os seres instintivos até os seres humanos. Também fala deste desenvolvimento no cérebro, como se processa nas várias idades da vida.
    As cores e a letra estão coerentes com o tema, porém sentimos a ausência de figuras.
    Foi de grande importância, pois remete-nos a conteúdos de algumas aulas do ano passado.


Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.196.195.158) para se identificar     



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para construcaodalinguagem

Precisa estar conectado para adicionar construcaodalinguagem para os seus amigos

 
Criar um blog